Escritos - página anexa destinada a postagem de obras autorais

11 de mar de 2017

Nail's Art - Capítulo 7

"(...) a mais difícil tarefa de uma bruxa é convencer as pessoas ao seu redor de que  bruxaria não existe, que isto é apenas crendice popular ou folclore.
(...)
Existem bruxas seculares (...), com coração verdadeiramente mau, servas de Satanás. Pode ser uma vizinha, uma amiga, ou mesmo uma filha que não resistiu à tentação do filho das Trevas.
(...)
Motivação para criar o caos é irrelevante (...). Qualquer ser, bom ou mau, humano ou não, é um potencial alvo para uma bruxa, um sacrifício para seu mentor (...) em gratidão a uma pseudo-eternização, só vencida por fogo ou pela fé-verdadeira.
(...) artefatos amaldiçoados e/ou enfeitiçados constantemente são utilizados em diabruras. (...) é muito comum aspergir sangue virginal enquanto são proferidas as "juras de maldição" para  tornar um produto totalmente profano(...)
(...) a Inquisição falhou (...)."

DAHL, John Alexander; Que existem, existem!; páginas 133-135; 1955